Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Confecção de cadeiras de palha é tradição de família

Confeccionadas artesanalmente por Angelo Nazari, mais conhecido por Tchéro, as cadeiras de palha são uma das tradições que ainda são mantidas em Nova Veneza.

É pelas mãos de Angelo Nazari, mais conhecido como Tchéro, que são confeccionadas cadeiras de palhas, uma tradição que foi passada de pai para filho e é mantida até os dias de hoje. O trabalho demanda tempo e dedicação, desde a lapidação da madeira bruta até o processo de secar e empalhar a palha. Cada cadeira é feita manualmente e passa pelas mãos do artesão cerca de 15 vezes até ficar pronta.

“A tradição nasceu com o tio do meu pai, o modelo eles trouxeram da Itália e é igual as cadeiras de lá. Nossa família foi criada dentro da marcenaria fazendo cadeiras. Adoro fazer isso, minha esposa não queria que eu continuasse”, ressalta Nazari, 58 anos,.

Nazari aprendeu a empalhar cadeiras aos 12 anos na pequena empresa de seu pai. Começou a trabalhar em uma fábrica que se instalou na cidade, mas voltou a ajudar o pai diante da demanda de cadeiras que existia na época e aprendeu a usar as máquinas que utiliza até hoje.

“As primeiras máquinas eram tocadas a água. Quando veio a energia meu pai comprou o motor e começou a utilizar energia. Naquela época a fábrica era no local onde é minha casa e depois construímos a que trabalhamos até hoje. Antigamente fazíamos 10 dúzias de cadeiras por semana, tínhamos até empalhadores”, lembra Nazari.

Doralda Ghellere Nazari, 82 anos, mãe de Angelo, conta que começou a trabalhar na confecção de cadeiras de palha desde quando se casou e sente orgulho pelo filho continuar o trabalho do marido. “Empalhei cadeiras por 45 anos, acompanhei meu marido para cortar palha no mato e secava no sol porque não tinha estufa. Ensinei muita gente a espalhar cadeiras. Tenho orgulho do meu filho, meu marido lutou bastante na vida e ele foi companheiro dele”, conta.

O valor das cadeiras varia de R$ 70 a R$ 100 cada.

 Confira como é realizada a confecção de cadeiras de palha na reportagem a seguir:

 

Agenda cultural