Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Funcionários do hospital São Marcos pedem apoio ao prefeito e vice de Nova Veneza

Com salários atrasados e desempregados os colaboradores buscam sobre o futuro da entidade hospitalar.

Os funcionários do Hospital São Marcos, de Nova Veneza, após serem demitidos na quinta-feira, dia 09, pelo Instituto de Saúde e Educação Vida (ISEV), estiveram reivindicando apoio em frente à prefeitura ao prefeito Rogério Frigo e o vice Sérgio Alberto Spilere, o Zé para o funcionamento da unidade hospital. Com a saída do instituto, os funcionários ficaram com pagamento dos salários deste mês está atrasado.

Zenair Cauduro, vice-presidente do Sindsaúde, ressalta que a preocupação do sindicato é com os salários dos funcionários. “A dívida está no nome do Isev e a unidade de Nova Veneza não administra mais o hospital. Os trabalhadores estão desempregados, sem receber, com contas a pagar e o sindicato não pode aceitar esse tipo de situação não cumprida por parte do Isev”, adianta.

De acordo com o prefeito, os funcionários estão desesperados sem receber os salários. “Eles vieram reivindicar apoio para o funcionamento do hospital.”, esclarece.

Frigo comenta que existe a intenção do CisAmesc em assumir o hospital. “Vamos participar de uma reunião com os prefeitos que fazem parte do consórcio para tratar desse assunto. Após o encontro, iremos marcar uma audiência pública para discutirmos junto com a comunidade sobre como ficará a gestão do hospital”, afirmou.

Com o encerramento do contrato com o Isev, a responsabilidade passa ser das Irmãs Beneditinas da Divina Providência.

Agenda cultural