Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Nova Veneza inicia projeto para desenvolvimento do Turismo Rural

A próxima etapa do projeto será identificar as propriedades e potenciais que podem ser explorados.

O turismo de Nova Veneza vem se consolidando nos últimos anos e novos segmentos estão sendo explorados. A Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de Nova Veneza em parceria com a Secretaria de Agricultura, Fundave (Fundação do Meio Ambiente de Nova Veneza), Epagri, Coofanove (Cooperativa de Produção Agroindustrial Familiar de Nova Veneza) e a operadora de turismo receptivo Roteiros do Sul iniciaram um novo projeto com o objetivo de desenvolver o Turismo Rural e proporcionar novas experiências para os visitantes de Nova Veneza como trilhas, passeios ciclísticos e vivência no campo, além de aproximar o turismo da comunidade que vive no interior do município e possibilitar novas formas de renda.

“O Turismo Rural vai ser mais um atrativo, as pessoas procuram a gastronomia, turismo religioso, trilhas, eles querem ver o trabalho com o gado leiteiro e atividades rurais, para terem novas experiências”, comentou o presidente da Coofanove, Altair Valdati, que também é proprietário de pousadas e vê no Turismo Rural uma nova forma de expandir os negócios.

Para a proprietária da operadora de turismo receptivo Roteiros do Sul, Franciele Mazzorana Zuchinali Ghellere, que recebe os turistas na cidade e realiza city tours, trilhas e outras atividades, Nova Veneza passa por um momento que dá maior credibilidade para o turismo e os profissionais envolvidos. “Este será mais um atrativo para Nova Veneza, a parte agrícola é a maior fonte de renda dentro do município e nada melhor do que integrar turismo com agricultura. Tem muitas pessoas que gostariam de conhecer e vivenciar a vida do campo e atividades rurais. Levar o turismo para as propriedades do interior é um passo inovador para Nova Veneza, muito tem se pensado e sonhado e quem sabe agora façamos acontecer”, destacou.

Cercada por lindas paisagens Nova Veneza é o cenário perfeito para a prática de trilhas, passeios ciclísticos e vivência no campo. Segundo o engenheiro agrônomo da Epagri de Nova Veneza, Daniel Mendonça, a cidade está preparada para o turismo em diversas áreas. “Para a Epagri que trabalha com o meio rural, agricultura e pecuária, vemos o Turismo Rural como uma forma de agregação de valor para as propriedades, uma saída para muitas propriedades que enfrentam dificuldades e também uma forma de melhorar a qualidade de vida de nossos agricultores, é um ponto importante para a agricultura local”, apontou o profissional que participou do desenvolvimento do projeto “Acolhida na Colônia em Morro Grande.

Um dos objetivos do projeto é desenvolver um turismo sustentável para que se possa aproveitar as belezas da cidade. “Quando falamos em Turismo Rural envolvemos economia, agricultura familiar e a questão ambiental onde a Fundação irá participar para que as rotas turísticas desse projeto tenham uma concepção turística, econômica, social e ambiental. É uma ideia da qual a Fundave é parceria e queremos contribuir com todo o conhecimento para que seja algo sustentável”, destacou o presidente da Fundave, Juliano Mondardo Dal Molin.

De acordo com a secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, Susan Bortoluzzi Brogni, Nova Veneza tem muitas nichos para serem explorados e o Turismo Rural é um projeto que está sendo desenvolvido em parceria e cooperação. “O Turismo Rural está dentro do planejamento da Secretaria de Cultura e Turismo, ampliando o leque de possibilidades, queremos oferecer para as pessoas que veem até Nova Veneza outras formas de aproveitar a cidade. Pelos estudos que temos feito, esse tipo de turismo está sendo despertado na região em municípios que tem essas potencialidades e detectamos essa potencialidade em Nova Veneza. É fundamental para os futuros investidores a vontade de receber e isso o povo de Nova Veneza sabe fazer, transformando isso em uma renda, gerando assim um turismo sustentável” salientou.

A primeira etapa do projeto foi a visita da implantadora do projeto “Acolhida na Colônia” no Brasil, Thaise Guzzatti, que recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais. A próxima etapa do projeto será identificar as propriedades e potenciais que podem ser explorados.

Texto: Gabriel da Conceição

Agenda cultural