Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Moradores do bairro Bortoluzzi optam pela construção de uma praça de lazer

A definição aconteceu durante uma reunião na noite da última segunda-feira no bairro.

Os moradores do bairro Bortoluzzi estiveram reunidos na noite da última segunda, com o prefeito Rogério Frigo, secretários e vereadores para definir a construção de uma praça de lazer. Durante o encontro, foram elencadas as prioridades apontadas pela comunidade para a elaboração do projeto.

O vereador César Pasetto destacou que foi uma reivindicação maior da comunidade era o abandono do campo de areia e a construção de uma praça com parque infantil. “Nós viemos ouvir a comunidade quais as principais reivindicações para que possamos contemplar a comunidade”, afirmou.

O prefeito Frigo agradeceu a presença da comunidade em participar deste momento importante de decisão para o bairro. “Fui prefeito em outro mandato quando construímos o campo de areia e a pista de skate que correu o boato na última semana que iremos desmanchar. Isso não é verdade, vamos fazer sim, benfeitorias. Nós tivemos a oportunidade de voltar a ser prefeito e vamos continuar executando as obras e as benfeitorias em todos os bairros da cidade. Temos muitos bairros a serem contemplados. Em nosso um plano de governo esta a construção de uma área de lazer aqui na comunidade e, da mesma forma, no bairro Eliza onde será construído o CRAS e uma área de lazer. Nós temos um problema de espaço físico do município aqui no bairro Bortoluzzi, mas se entrarmos num consenso a praça pode ser feita onde esta o campo. Nós queremos decidir junto com vocês e saber quais os equipamentos que a comunidade quer. A partir daí, iremos solicitar a execução do projeto e voltamos aqui para decidir junto com vocês o que é o melhor. Depois disso, vamos aguardar toda a parte burocrática que passa desde o processo licitatório até a execução da obra. Vamos investir nessa obra com recursos próprios e o que não deverá tornar uma obra demorada”, pontuou.

O investimento na obra deverá ser em torno de R$ 150 mil reais.

 

Agenda cultural