Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Rotary anuncia contribuição de US$34,8 milhões para imunizações no Mundo

O Rotary International anunciou, no dia 20 de janeiro, a doação de mais US$34,8 milhões em subsídios para apoiar atividades de vacinação contra a poliomielite em 10 países, incluindo Afeganistão, Nigéria e Paquistão, os únicos ainda endêmicos.

Os fundos serão utilizados pela Organização Mundial da Saúde e o Unicef para imunização contra a doença, atividades de vigilância e assistência técnica a vários outros países africanos.

Serão destinados US$8,1 milhões para a reta final para a erradicação da pólio na Nigéria, que teve uma redução de quase 90% no número de casos em 2014 com relação a 2013, e não registrou nenhum novo caso nos últimos seis meses.

"A Nigéria conseguiu um feito incrível. No entanto, precisamos ser cautelosos, pois este progresso pode regredir facilmente", disse Dr. Tunji Funsho, presidente da Comissão Pólio Plus da Nigéria. O compromisso demonstrado pelo governo nigeriano tem sido fundamental para o sucesso alcançado nos últimos meses. 

A Iniciativa Global de Erradicação da Pólio teve um progresso significativo em 2014. Em 2013, mais da metade dos casos de poliomielite do mundo foram causados por surtos em países anteriormente livres doença. Grande parte destes surtos foram causados pela instabilidade e conflitos em países como Síria, Iraque e Somália. Além disso, foram realizadas iniciativas especiais em 11 países, onde 56 milhões de crianças foram vacinadas para interromper a transmissão do vírus.

"É inspirador ver o progresso feito contra esta doença em 2014", disse Mike McGovern, presidente da Comissão Internacional Pólio Plus do Rotary. "No entanto, até que ela seja completamente eliminada, todas as crianças ainda correm o risco de contraí-la. O Rotary, junto com seus parceiros, irá trabalhar duro para garantir que as crianças mais vulneráveis do mundo continuem protegidas."

Um de nossos maiores desafios tem sido o Paquistão, que sofreu um surto devastador em 2014, em que mais de 300 casos foram registrados - o maior em mais de uma década. Como resultado, no ano passado, o país foi responsável por quase 90% dos casos do mundo.

O Paquistão irá receber US$1,1 milhão dos fundos que o Rotary está disponibilizando. Além disso, US$6,7 milhões serão destinados para o Afeganistão, US$7 milhões para a Somália, US$3,3 milhões para a República Democrática do Congo, US$2,8 milhões para o Níger, US$ 2,5 milhões para o Chade, US$1,6 milhão para Camarões, US$1,1 milhão para a Etiópia, US$250.000 para o Quênia e US$321.000 para assistência técnica na África.

Até o momento, nossa organização contribuiu mais de US$1,3 bilhão para o combate a esta terrível doença. Até 2018, a Fundação Bill & Melinda Gates irá equiparar, na proporção de 2 para 1, cada dólar que destinarmos à erradicação da poliomielite (até US$35 milhões por ano). Em 2014, foram registrados apenas 350 casos de pólio no mundo, uma redução de cerca de 350.000 em relação a 1988, quando a iniciativa Pólio Plus foi lançada.

 

Por Arnold R. Grahl

Rotary News

 

Agenda cultural