Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Reciclando Ideias - Parte 2

 Vintage:

“Esta ideia teve grande aceitação na segunda metade dos anos 90 e tornou-se uma moda internacional. O vintage é uma apropriação do passado da moda. Uma apropriação até mesmo da palavra, pois traduzindo vintage do inglês pode-se perceber que vem de uma outra área, pois significa vindima, safra de vinho, colheita ou produção de um determinado período.

Aí está exatamente a transferência do significado para um conceito de moda: a colheita, a produção de um determinado período da moda a safra criativa de um passado...

 ... Não importa o passado ou o estilo, é o que há de denunciador de cada período escolhido. Ora é um passado recente, ora é distante. É o fato de usar uma roupa tal qual foi a seu tempo. São as próprias peças de outras épocas que agora passam a fazer parte de um repertório atual. É a roupa de brechó que se compra e a usa como ela foi um dia. 

Dentro desse conceito, a peça pode até ser restaurada, mas não reformada, senão já entraríamos em outra possibilidade. É a roupa de segunda mão que traz agregada a identidade de um outro período”

(BRAGA, 2003)

 

Como saber se uma peça é vintage?

Para saber se uma peça é vintage é preciso entender que sua essência  está em ter pertencido a outra época entre os anos vinte e oitenta, mas o tema não é devidamente atribuído a décadas recentes e um ótimo exemplo  do resgate da moda vintage  é o “pin-up”. Os tecidos rasgados propositalmente com aparência de usado têm certo teor de vintage como se fossem antigos de outra época. Esses itens vintage são muito cobiçados por serem de extrema qualidade, pois são peças originais, exclusivas e valorizam o estilo único.

A moda atualmente é um resgate vivo do vintage que esta desfilando no corpo das mulheres de todas as idades.

fashionandcity.fashionblog.com.br

 

viciodemoda.wordpress.com

 

www.informuji.cz

 

moda.culturamix.com

Agenda cultural