Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Dicas para uma Gestação Saudável

A gestação é um período de intensa transformações na vida da mulher, tanto emocionais, físicas e hormonais. É uma momento de descobertas, alegrias, mas de angustias também, principalmente em relação a alimentação.

É comum familiares, amigos, dar sugestão sobre o que comer na gestação, por isso é preciso ter alguns cuidados especiais. Durante a gravidez a mãe compartilha seus nutrientes com o feto, desta forma, uma alimentação inadequada, tanto com escassez quanto excessiva irá interferir na saúde do bebe.  

Por isso, é importante observar o que se ingere ou deixa de ingerir durante a gestação. Portanto, segue abaixo uma lista de alimentos que muitas mulheres ficam em dúvidas se podem ou não consumir.

Refrigerantes: Refrigerantes e outras bebidas industrializadas, como sucos em pó, sucos em caixinhas, são ricos em açúcares, conservantes e corantes e são extremamente prejudiciais e devem ser evitados. O excesso de açúcares pode ocasionar o diabetes gestacional, onde o bebe pode nascer com macrossomia fetal, que se caracteriza pelo excesso de peso de recém- nascidos. Além de todos estes malefícios, o gás presente no refrigerante pode causar mal-estar a gestante.

Hidratação: é fundamental em todos os ciclos da vida, mas principalmente na gestação. Uma dica é ter em mãos uma garrafinha com água e tomar com frequência. A quantidade de água a ser ingerida diariamente varia de pessoa, por isso é importante procurar o profissional Nutricionista. A água ajuda a estabilizar a pressão arterial, eliminar toxinas e manter o líquido amniótico em níveis satisfatórios.

Suplementação: logo que a mulher souber que está gravida, ela deve procurar orientações com um médico e Nutricionista, pois alguns minerais e vitaminas precisam ser suplementados. A suplementação mais comum é de ácido fólico nos primeiros três meses, e em alguns casos é necessário também a suplementação de cálcio.

Mas lembre-se cada pessoa é uma situação e deve ser analisada individualmente, por isso o que uma pessoa utilizou não necessariamente a outra tenha que fazer uso.

Carne crua ou mal passada: as gestantes precisam ficar longes destes pratos, pois ao ingerir carnes cruas ou mal passadas existe o risco de transmissão da toxoplasmose. Este parasita pode causar aborto ou má formação do feto.


Comida japonesa: o peixe cru não é recomendado durante a gravidez, como forma de evitar possíveis intoxicações alimentares.

Café preto: os estudos em relação a cafeína durante a gestação ainda está controverso. Por isso, a orientação é consumir com moderação, em média duas xícaras diariamente. O consumo excessivo de cafeína, está relacionado a baixo peso, dores de cabeça, insônia, irritabilidade.

Uma alimentação correta e saudável durante a gestação contribui para uma gravidez tranquila e um recém-nascido sadio.

Vale ressaltar que isso é apenas uma síntese de alguns alimentos, o correto é procurar o profissional Nutricionista para maiores informações.

Ednara Savio Caetano

Nutricionista CRN 2342

Centro Comercial Azelinda Boaroli, Rua dos Imigrantes, sala 04,

Centro, Nova Veneza, SC

Contato: (48) 9609 2633

Agenda cultural