Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Alexandra Boaroli

Indefinida

Recordou  de uma certa vez, muitos anos atrás,

em que o professor do curso técnico lhe  disse que ela era profunda demais.

E ele não estava errado.

As palavras estão sempre engatilhadas, prontas para serem disparadas, o problema é acertar na mira.

E muitas vezes as palavras ficam engasgadas, ao invés de serem cuspidas.

E não sabe se é apenas por medo, mas  de qualquer forma, isso faz tudo piorar.

As pessoas nunca sabem o que esperar dela, talvez seja melhor nem esperar...

Ela é aquariana. Ela tem ideias loucas, os braços abertos e sonhos surreais.

Seu coração sempre fora do mundo, sentia-se atraída pela aventura,

mas foi pela poesia que se encantou...

Ela não é  poeta de frases feitas, é feita de interrogação e mais confusa do que

qualquer dúvida... que não cospe um ponto final, mas que é dona de exclamações.

E que adora as reticências...

Gosta de guardar retratos, e carregar no pensamento as incertezas que lhe deixaram...

E como não se machuca? Quem  a protege?

Como cura as feridas? Como é que se esquece? Quanto tempo mais demora?

Quem é? Quem vai ser? Quando? Quanto tempo?

Às vezes dói...

E às vezes é só acordar um dia depois do outro e encher o copo d'água.

Não sentir. Essa é a saída. E essa é a resposta.

 

Alexandra Boaroli

 

  • Escrito por Alexandra Boaroli

Mulher...

No próximo domingo comemoramos o dia Internacional da Mulher.

Deixo aqui em forma de texto a minha homenagem a todas nós.

Divagações

Acalma, pensa, espera e se debate.

  • Escrito por Cristiane Freitas

Não quero nada!

Hoje, só hoje, me deixe aqui, porque eu não quero nada.

Agenda cultural