Mais conectados. Mais conteúdo. Muito mais Nova Veneza.

Alexandra Boaroli

Das certezas que não tenho

Vou te contar uma verdade. Não, eu não tenho certeza de nada.

  • Escrito por Alexandra Boaroli

Morte Íntima

Hoje quando dei por mim, estava tão submersa na lembrança dos teus olhos,

que atravessei infindáveis noites mergulhada em um escuro tão grande e invadido de saudades.

  • Escrito por Alexandra Boaroli

Escreve que passa

Na tarde fria e chuvosa de outono, ela pôs-se a rimar,

Queria escrever alguns versos,

Pra alguma paz encontrar.

É que na ponta do lápis,

O sofrimento  ela consegue afastar;

E dos sentimentos mais sombrios,

ela se deixa esvaziar.

  • Escrito por Alexandra Boaroli

Trago (do verbo tragar)

Tu eras um capricho meu. Descobri durante estes dias que se tratava disso.

  • Escrito por Alexandra Boaroli

Agenda cultural